Captura_de_Tela_2019-02-03_às_19.38.14.p

To my Motherland

2012 I Instalação

Ferro, tinta jet, abacaxi, porta retratos, impressão sobre papel offset, TV, veludo e bacia com frutas.

Para minha pátria-mãe, em inglês, Motherland. Um monumento / anti-monumento movido pela saudade agridoce de uma comunidade imaginada e de uma família despedaçada. A nostalgia de um pertencimento que nunca existiu. Seu ponto de partida é a única foto de minha suposta mãe criança, medindo não mais que dois abacaxis e meio.

tumblr_m78akxmGkm1qltcmqo5_r1_1280_edite

Vista da exposição - Gerrit Rietveld Academie, 2012